Secult lança livro “Cartografia do Audio Visual Cearense”

13 de dezembro de 2012 - 16:31

“Nosso desejo é escutar nosso sotaque nas telas de cinema do país todo”. A declaração foi feita pelo secretário da Cultura do estado do Ceará, Francisco Pinheiro, no lançamento do livro “Cartografia do Áudio Visual Cearense” e do Programa Especial de Fomento- PEF. O evento aconteceu na noite desta quarta-feira,12, no auditório do Palácio da Abolição, e contou com a presença de produtores e estudantes do cinema cearense. Pinheiro conta que percebeu o sucesso do livro logo na primeira apresentação do projeto. “Nosso desejo é que o audiovisual cearense se torne referencia na produção brasileira, sendo como longa ou curta metragem, e nós do governo do estado iremos apoiar todas essas iniciativas”, afirma Pinheiro. A Cartografia do Audiovisual Cearense é uma realização do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – SECULT CE, Agência Nacional do Cinema – ANCINE,  Banco do Nordeste do Brasil BNB e UFC – Universidade Federal do Ceará através do Curso de Cinema e Audiovisual.

O livro, dividido em quatro linhas de pesquisa, trata-se do conjunto de dados e informações sobre o setor audiovisual cerense. Reúne dados não apenas do setor de produção, mas faz uma inter-relação com os demais elos da cadeia produtiva, sejam a distribuição e a exibição. Em termos de produção a “Cartografia do Áudio Visual Cearense” buscou fornecer um mapeamento da produção audiovisual cearense, suas fontes de financiamento, a estruturação das empresas produtoras como parâmetro para a formalização do setor, e a capacitação de recursos pelas leis de incentivo federais e estaduais.

Segundo o coordenador geral da “Cartografia do Áudio Visual Cearense”, Luiz Bizerril, os temas abordados na cartografia enfatizam a formulação de políticas, de forma que os participantes do setor do audiovisual e sua governança, possam utilizar os resultados no seu âmbito de atuação e na conquista de apoios planejados, com possibilidade de aplicação em curto e médio prazos. Bizerril explica que o livro é o ponto de partida para o Programa Especial de Fomento- PEF. O programa é um acordo de cooperação técnica entre a Agência Nacional do Cinema- Ancine e a Secult, assinado no dia 25 deste ano, no valor de R$ 11.189.000,00, destinado ao fomento do audiovisual e do cinema cearense.

PEF

O Programa Especial de Fomento (PEF) é uma ferramenta especial de financiamento do Audiovisual gerida pela ANCINE. Os programas especiais de fomento são custeados por patrocínios realizados por empresas brasileiras para fruição dos benefícios fiscais previstos pelo artigo 1º-A da Lei nº8.685/93 (Lei do Audiovisual), e por seus rendimentos. O apoio financeiro pode se dar nas seguintes modalidades: produção; exibição; infraestrutura;distribuição; difusão; formação, pesquisa, inovação, preservação e capacitação, para fins de apoio à exibição, à difusão e à produção audiovisual.