Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Teatro Carlos Câmara: Laboratório de Hip Hop acontece às sextas-feiras
Seg, 05 de Fevereiro de 2018 09:00

 

 

Sexta-feira é dia de Hip Hop no Teatro Carlos Câmara, com formação e difusão de artistas e grupos, englobando todas as linguagens que o movimento dialoga. (Foto: Erivan Produtos do Morro)

 

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e o projeto “É o Gera” anunciam em fevereiro a programação do HIP HOP GERA no Teatro Carlos Câmara (TCC). Durante toda sexta-feira do mês, pela tarde, qualquer pessoa pode participar do programa de formação, que envolve rap, grafite, dança e discotecagem. Todos esses módulos fazem parte do programa Hip Hop Lab. Já pela noite, uma mostra de toda a cena Hip Hop da cidade acontece. O TCC é palco aberto para saraus e para batalhas nas mais diversas linguagens desse estilo, além de shows musicais.

Na programação do mês de fevereiro o TCC apresenta a Roda de conversa “Mulheres Lideranças da Periferia”, além de shows com o grupo Traxxer e DJef; Oficina de Beat Rima com Escola de Beat e Rima Produtos do Morro, show com Grupo Além da Subversão, Oficina “O Rap como ferramenta dialógica na construção das relações educando(a) e educador(a) e no enfrentamento das discriminações cotidianas”, com Dextape Emece, e show e performance “Chapa Quente” com D’Sul Crew.

Abrindo a primeira sexta feira (2/2), a Roda de conversa “Mulheres Lideranças da Periferia” contou com a presença de mulheres de diversos bairros de Fortaleza e também de homens que se encantaram com as histórias de lutas e se permitiram conhecer um pouco do universo feminino inserido dentro do contexto de movimentos nas comunidades. O público também conferiu o show do grupo Traxxxer e DJef.

No dia 16/2, entra em cena a Oficina de Beat Rima, com a Escola de Beat e Rima Produtos do Morro. A oficina destina-se a formação técnica de jovens e adultos interessados em aprender sobre o universo da produção musical de rap, através do FL Studio, uma poderosa estação de trabalho de áudio digital. O facilitador, Erivan Produtos do Morro, é um rapper e produtor musical cearense, fundador do primeiro estúdio especializado em rap no Estado, onde já gravou mais de 500 músicas e produziu cerca de 50 CDs, entre eles a coletânea “Feito no Ceará”, que reuniu músicas inéditas de 40 grupos do Ceará, São Paulo e Brasília.

Já na programação musical do dia 16/2 acontece com o grupo Além da Subversão, uma dupla composta pelos artistas de rua Ulisses Maia e Gabriel Peixe. Eles cantam e encantam com o rap/poesia e costumam se apresentar nos coletivos de Fortaleza. A dupla mescla os gêneros musicais samba, coco, embolada e rap, trazendo em suas letras muito amor por suas quebradas e uma visão revolucionária. Para fechar a noite, o DJ que já residente da programação de Hip Hop: DJEF.

Na última sexta feira (23/2) é a vez da Oficina “O Rap como ferramenta dialógica na construção das relações educando(a) e educador(a) e no enfrentamento das discriminações cotidianas”, ministrada por Dextape Emece (Juazeiro do Norte), que também fará parte da programação musical. O objetivo da oficina é apresentar o rap como ferramenta para manutenção dos diálogos e aproximação de indivíduos principalmente nos processos de ensino aprendizagem. entendo o rap como potencial criativo e produtor potencializador de novas narrativas. Dextape é um MC da região do Cariri. Um artista/ativista focado na valorização da música e na experimentação de novos conceitos. Suas músicas dialogam com a realidade das juventudes do país de forma crítica e divertida, mas sem perder seu caráter de denuncia social. Seu estilo musical viaja entre as linhas de Ariano Suassuna e as batidas do Jay-Z.

Na mesma sexta-feira, a programação tem continuidade com o show com este Dextape e com a Performance “A Chapa é Quente”, com o grupo D’Sul Crew. A coreografia “A CHAPA É QUENTE” busca mostrar os conflitos que a periferia vem sofrendo, o racismo, violência policial e a violência de outros confrontos. Nesta coreografia são utilizados elementos das danças urbanas, house, hip hop dance, contemporâneo e funk.


SOBRE O GERA:

O projeto, com duração de 7 meses, surgiu a partir do diálogo entre profissionais que atuam na cena cultural de Fortaleza e os coletivos Servilost , Coletivo Natora e Ocupa Cajueiro, com o intuito de ocupar os espaços da cidade com a voz e a cara da juventude, gerando a formação, a difusão e o intercâmbio de novos protagonistas das artes na cidade. Toda a programação é gratuita.

O que vem por aí

Para além das apresentações, outras formas de ocupação contribuirão para o desenvolvimento das atividades, tais como feiras que impulsionam a economia criativa e o empreendedorismo, bem como debates, rodas de conversas e outros tipos de formações nas áreas técnicas de som, luz e produção, voltados para a profissionalização dos agentes integrantes de coletivos da periferia, qualificando os trabalhos que já são realizados.


Serviço

HIP HOP GERA

Local: Teatro Carlos Câmara - Rua Senador Pompeu 454 - Centro

Horário: 17h

Dia: Toda Sexta-feira

Entrada Gratuita.



PROGRAMAÇÃO:


Dia 02/02 Hip Hop Lab 17h às 19h

Roda de conversa “Mulheres Lideranças da Periferia” - atividade realizada em parceria com a Fundação CEPEMA

Hip Hop Gera 19h às 21h

Show com o grupo Traxxer

DJef

Dia 16/02 Hip Hop Lab 16h às 19h


Oficina de Beat Rima com Escola de beat e rima Produtos do Morro

Hip Hop Gera 19h às 21h

Show com Grupo Além da Subversão

DJef

Dia 23/02 - Hip Hop Lab 17h às 18h30

- Oficina “O RAP como ferramenta dialógica na construção das relações educando (a) e educador(a) e no enfrentamento das discriminações cotidianas.” Com Dextape Emece Hip Hop Gera

19h às 21h

Performance A Chapa é Quente com D’Sul Crew

Show com Dextape Emece (Juazeiro do Norte)

DJef

 

Calendário

Fevereiro 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 1 2 3