Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Edital dos Tesouros Vivos da Cultura 2017: Secult divulga resultado preliminar
Qua, 31 de Janeiro de 2018 14:52

 

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) divulga, nesta quarta-feira, 31/1, o resultado preliminar do  Edital dos “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará - 2017.  O Edital contempla a seleção e a titulação de novos Mestres ou Mestras da Cultura, grupos e uma coletividade como Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará. Confira aqui o resultado.

Preenchidas as 12 (doze) vagas disponibilizadas pelo Edital dos “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará – 2017 para a categoria pessoa natural - mestre/mestra da cultura, decidiu-se, de acordo com o item 2.1, pelo preenchimento das vagas em vacância, decorrentes do falecimento de Mestres da Cultura já intitulados como Tesouros Vivos em editais anteriores, conforme previsto no art. 14, parágrafo único da Lei Estadual nº 13.842/2006.

Considerando a vacância de três vagas em decorrência dos falecimentos de Manoel Antônio da Silva (Mestre Bigode), João Evangelista dos Santos (Mestre João Mocó) e Maria Deusa Silva Almeida (Mestra Dona Deusa), ocorridos após a publicação do resultado final do último edital lançado, os selecionados nas posições 13ª, 14ª e 15ª deverão preencher as referidas vagas.

Recursos

Das decisões da Comissão Especial de Seleção do Edital cabe recurso, por escrito e devidamente fundamentado, no prazo de 10 (dez) dias contados da data de ciência das decisões, o qual deve ser interposto ao Secretário de Cultura, que decidirá acerca do pedido formulado em até 15 (quinze) dias contados da data do recebimento. O pedido de recurso deverá ser encaminhado para o e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou entregue em envelope lacrado ao Setor de Protocolo da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).

Dessa forma, a Secult ressalta que o resultado preliminar está sujeito a alterações em decorrência de recursos e da imprescindibilidade da homologação do resultado pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (COEPA).

Mais sobre o edital

Atendendo à meta do Plano Estadual de Cultura do Ceará que prevê a ampliação do número de Mestres e Mestras da Cultura do Estado de 60 para 80, o Edital dos “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará - 2017 é parte da política cultural da Secult voltada ao patrimônio imaterial, que visa contribuir para o reconhecimento, a proteção e a valorização da diversidade dos conhecimentos, fazeres e expressões das culturas populares e tradicionais no Ceará, por meio da titulação dos “Tesouros Vivos da Cultura”, com vistas à preservação da memória cultural e transmissão de seus saberes e fazeres artísticos e culturais.

Através do Edital, os mestres, os grupos e as coletividades são reconhecidos como difusores de tradições, da história e da identidade, atuando no repasse de seus saberes e experiências às novas gerações. Selecionados por uma Comissão Especial, formada por 5 membros de notório saber na cultura popular, os quais foram designados pelo Secretário da Cultura, os mestres da cultura, os grupos e coletividades passam a contar com reconhecimento institucional e recebem um subsídio no valor de um salário mínimo mensal, como auxílio para a manutenção de suas atividades e para a transmissão de seus saberes e fazeres. O programa Mestres da Cultura se tornou um referencial do Ceará para o Brasil, recebendo, à época de sua criação, prêmio do Ministério da Cultura, pela qualidade e pelos efeitos da iniciativa.

Com a diplomação, os inscritos no Livro de Registro dos “Tesouros Vivos da Cultura” se comprometem a transferir suas técnicas e conhecimentos a alunos ou aprendizes, através de programas educativos, os quais, quando organizados diretamente pela Secretaria da Cultura do Estado, terão despesas custeadas pelo Tesouro Estadual.

Ampliação dos Mestres e Mestras da Cultura do Ceará


Atualmente, o Ceará conta com 56 mestres e mestras da Cultura, 9 grupos e 1 coletividade ativos, contemplados com Edital dos Tesouros Vivos. Com o Edital de 2017, passarão a ser 71 mestres diplomados, para que, até 2018, o Ceará chegue ao número estipulado de 80 Mestres da Cultura.

Em 20 de junho de 2017, o governador Camilo Santana sancionou, em solenidade na cidade do Crato, na Região do Cariri, a lei que amplia o número de Mestres da Cultura do Ceará, oficialmente reconhecidos pelo Estado, de 60 para 80. A ampliação representa o cumprimento de uma das metas do Plano Estadual de Cultura, instituído em junho de 2016 e que contempla diretrizes para a valorização da cultura popular tradicional.

Uma vez por ano, todos os mestres da cultura oficialmente reconhecidos se reúnem no Encontro Mestres do Mundo, promovido pela Secult. A edição mais recente do evento aconteceu entre novembro e dezembro de 2017, em Limoeiro do Norte. O Encontro recebeu recentemente o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, maior do Brasil na área de Patrimônio Cultural

 

Calendário

Maio 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2