Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Edital dos Tesouros Vivos da Cultura 2017 está com inscrições abertas até 6 de setembro
Sex, 25 de Agosto de 2017 09:37
Com o novo edital da Secult, serão selecionados e a titulados até 12 Mestres ou Mestras da Cultura, dois grupos e uma coletividade


Atendendo à meta do Plano Estadual de Cultura do Ceará que prevê a ampliação do número de Mestres e Mestras da Cultura do Estado de 60 para 80, a Secretaria da Cultura (Secult) lançou o Edital dos “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará - 2017, na última quarta-feira, 9/8, no Cineteatro São Luiz. O Edital contempla a seleção e a titulação de até 12 Mestres ou Mestras da Cultura, 2 grupos e 1 coletividade como Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará. O edital está disponível na íntegra aqui.

O Edital dos “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará - 2017 é parte da política cultural da Secult voltada ao patrimônio imaterial, que visa contribuir para o reconhecimento, a proteção e a valorização da diversidade dos conhecimentos, fazeres e expressões das culturas populares e tradicionais no Ceará, por meio da titulação dos “Tesouros Vivos da Cultura”, com vistas à preservação da memória cultural e transmissão de seus saberes e fazeres artísticos e culturais.

Através do Edital, os mestres, os grupos e as coletividades são reconhecidos como difusores de tradições, da história e da identidade, atuando no repasse de seus saberes e experiências às novas gerações. Selecionados por uma Comissão Especial, formada por 5 membros de notório saber na cultura popular, os quais serão designados pelo Secretário da Cultura, os mestres da cultura, os grupos e coletividades passam a contar com reconhecimento institucional e recebem um subsídio no valor de um salário mínimo mensal, como auxílio para a manutenção de suas atividades e para a transmissão de seus saberes e fazeres. O programa Mestres da Cultura se tornou um referencial do Ceará para o Brasil, recebendo, à época de sua criação, prêmio do Ministério da Cultura, pela qualidade e pelos efeitos da iniciativa.

Com a diplomação, os inscritos no Livro de Registro dos “Tesouros Vivos da Cultura” se comprometem a transferir suas técnicas e conhecimentos a alunos ou aprendizes, através de programas educativos, os quais, quando organizados diretamente pela Secretaria da Cultura do Estado, terão despesas custeadas pelo Tesouro Estadual.

Ampliação dos Mestres e Mestras da Cultura do Ceará

Atualmente, o Ceará conta com 57 mestres e mestras da Cultura, 9 grupos e 1 coletividade ativos, contemplados com Edital dos TesourosVivos. Com o Edital de 2017, passarão a ser 69 mestres diplomados, para que, até 2018, o Ceará chegue ao número estipulado de 80 Mestres da Cultura.

Em 20 de junho deste ano, o governador Camilo Santana sancionou, em solenidade na cidade do Crato, na Região do Cariri, a lei que amplia o número de Mestres da Cultura do Ceará, oficialmente reconhecidos pelo Estado, de 60 para 80. A ampliação representa o cumprimento de uma das metas do Plano Estadual de Cultura, instituído em junho de 2016 e que contempla diretrizes para a valorização da cultura popular tradicional.
Uma vez por ano, todos os mestres da cultura oficialmente reconhecidos se reúnem no Encontro Mestres do Mundo, promovido pela Secult. A edição mais recente do evento aconteceu em novembro de 2016, em Limoeiro do Norte, quando os mestres receberam, do reitor e do Conselho Superior da Universidade Estadual do Ceará (Uece) o título de notório saber em cultura popular.

Categorias


Para o Edital dos Tesouros Vivos da Cultura 2017, serão considerados aptos a serem inscritos no Livro de Registro dos “Tesouros Vivosda Cultura” as pessoas naturais, os grupos e as coletividades dotados de conhecimentos e técnicas de atividades culturais, cuja produção, preservação e transmissão, são considerados representativas de elevado grau de maestria, constituindo importante referencial da Cultura Cearense.

Pessoa natural é o Mestre ou Mestra da cultura tradicional popular, pessoa que tem grande experiência e compreensão dos saberes e fazeres populares, com capacidade de transmitir os conhecimentos e as técnicas necessárias para a produção e preservação de uma expressão tradicional popular, e que tem seu trabalho reconhecido pelos agentes da manifestação cultural que representa, pela comunidade onde vive, como também por outros setores culturais, constituindo importante referencial da cultura tradicional popular no Ceará.

Para os devidos fins do Edital, os grupos são agrupamentos formado espontaneamente por membros de uma comunidade que envolvem-se diretamente com uma expressão cultural tradicional popular. São dotado de conhecimentos e técnicas de atividades culturais, com elevado grau de maestria na produção, preservação e transmissão de um saber e/ou fazer tradicional, constituindo importante referencial da cultura tradicional popular no Ceará.

Já a categoria coletividade é a comunidade e/ou associação de pessoas que é dotada de conhecimentos e técnicas de atividades culturais, com elevado grau de maestria na produção, preservação e transmissão de um saber e/ou fazer tradicional, constituindo importante referencial da cultura tradicional popular no Ceará.

 

Inscrições

As inscrições para o Edital dos Tesouros Vivos da Cultura 2017 são gratuitas e poderão ser realizadas através da entrega da documentação em envelope lacrado ao Setor de Protocolo da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), no período de 09 de agosto a 06 de setembro de 2017, no horário de 08h às 12h e das 13h às 16h30min, ou por meio de serviços de correspondência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT, na modalidade SEDEX, com Aviso de Recebimento (AR), com postagem até o último dia de inscrição, aos cuidados da Coordenadoria de Patrimônio Histórico e Cultural - COPAHC, no seguinte endereço: Rua Major Facundo, nº 500, Edifício São Luiz, Centro, CEP: 60.025-100, Fortaleza-Ceará, ou ainda entregues diretamente no setor de protocolo da Secult.

A inscrição deverá ser feita através da ficha de inscrição (Anexo I) acompanhada do currículo/portfólio do candidato. Todas as informações referentes à ficha de inscrição e currículo/portfólio deverão ser verídicas e atualizadas.

Uma novidade do Edital é que os candidatos poderão optar pelo envio da inscrição oral, gravada em vídeo, com o limite máximo de 20 (vinte) minutos de duração, devendo orientar-se pelo Roteiro para Inscrição Oral (Anexo V), respondendo todos os quesitos na sequência em que se encontram. As inscrições orais, gravadas em vídeo, poderão ser enviadas em CD, DVD, pendrive ou similar.

A inscrição poderá ser proposta pelo próprio candidato, no caso de pessoa natural, ou por seu representante, no caso de grupo ou coletividade, ou ainda por terceiros, desde que expressamente autorizados pelo candidato mediante declaração de autorização.

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2