Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Participação de Eliane Brum e visitações escolares marcam a segunda-feira da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará
Ter, 18 de Abril de 2017 13:00

“Eu escrevo para não matar. E para não morrer”. Essa foi uma das muitas falas marcantes da jornalista Eliane Brum, o grande nome do quarto dia de Bienal Internacional do Livro. A gaúcha arrebatou o público contando muitas das histórias de quem faz “literatura pela boca”, contadas a ela em três décadas de “escutadeira”, como a autora mesma se definiu.

Na ocasião, falou ainda sobre seu passeio pela ficção e o documentário. Para Brum, a imagem permitia explorar aspectos da narrativa que ela não tinha conseguido resolver pelo texto e, por isso, o mergulho no audiovisual, ainda que assuma a palavra escrita como a coluna vertebral de sua obra. A conversa, mediada pelo também jornalista Lira Neto, curador da Bienal e amigo da escritora, foi precedida por longos 50 minutos de autógrafos.

O silêncio produzido por uma plateia atenta às palavras mansas de Brum se opunha absolutamente ao que fora o primeiro dia de visitações escolares da Bienal. Ao longo de toda esta segunda-feira, 17, o Centro de Eventos do Ceará foi preenchido por uma multidão de estudantes. Segundo a organização, mais de 550 escolas - das redes pública, privada e das ONGs - devem trazer cerca de 26 mil estudantes ao longo dos próximos dias de Bienal. Há visitações agendadas inclusive para o feriado de Tiradentes.

O mezanino 1, dedicado à programação infantil, esteve especialmente disputado. Contações de história, vivências circenses e palestras com autores infantis estiveram repletas de crianças e adolescentes. O teatro de bonecos do grupo Ânima contou com uma plateia de mais de 200 crianças. Na apresentação do escritor Tino Freitas, com o espetáculo “Quem quer brincar comigo?”, os pequenos participaram com entusiasmo das brincadeiras. Segundo Tino, sua montagem ajuda na construção da escrita das crianças. Além da riqueza do contato direto com o livro e os autores, a leitura usada como objeto transformador.


Noite Geek
A Sala Elementos presenciou a calorosa “Batalhas Épicas: O Senhor dos Anéis x Game of Thrones”. De uma lado, o escritor e ilustrador Affonso Solano defendia Game of Thrones, e Jurandir Filho, do Cinema com Rapadura, falava por Senhor dos Anéis. Depois de muitas considerações, risadas e disputas, Game of Thrones foi o campeão da batalha.

Logo depois, Affonso Solano ministrou um workshop interativo sobre “Criação dos Mundos” com Jurandir Filho e Raphael PH Santos - também do Cinema com Rapadura - para pessoas que gostam de escrever, que querem criar algo novo ou simplesmente para mentes curiosas e criativas. Na ocasião, foi realizado com o público um exercício de criação de um novo universo. O resultado foi a volta da lendária civilização de Atlântida, em que os habitantes se comunicam agora por telepatia e passam por diversos conflitos com os humanos. “Há duas maneiras de fazer um novo universo: criando um totalmente novo ou acrescentando um novo elemento àqueles em que você já vive”, pontuou Affonso.



Intercâmbio
O dia foi marcado ainda pela estreia da Bienal Fora da Bienal, ação que promove encontros com escritores do Ceará, do Brasil e de vários países, realizados fora do Centro de Eventos do Ceará, espaço que acolhe a maior parte da programação da Bienal.

Na manhã desta segunda-feira, o ator, cantor e escritor Gero Camilo visitou, a Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes nesta manhã, em Aquiraz, para um bate-papo com as pessoas em situação de restrição de liberdade. À tarde foi a vez do autor português Valter Hugo Mãe conhecer a Tribo dos Anacé, em Caucaia, sendo recebido pelo jovem índio Climério, filho do Cacique Antônio Ferreira. Cem pessoas acompanharam o debate com os Anacé, que destacaram, principalmente, as dificuldades da comunidade, a luta contra grileiros e posseiros e a ocupação da Funai. Diálogo riquíssimo também sobre origem, culturas, vida comunitária na comunidade Japuara e injustiças históricas cometidas contra os índios.


Mulheres
No Centro de Eventos, estreavam duas programações: o “Letras de mulher, Novas Páginas”, no qual escritoras do Ceará, do Brasil e do mundo conversam sobre a contribuição feminina na literatura; e o VII Encontro dos Agentes de Leitura do Ceará, já tradicional ao longo das Bienais.

A programação teve início com a palestra do consultor e militante do livro e da leitura, José Castilho, e presença do secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba; da secretária adjunta da Cultura, Suzete Nunes; da escritora Marina Colasanti; e da coordenadora geral da Bienal, Mileide Flores. Participaram da atividade mais de 100 agentes de leitura provenientes de 32 municípios do Estado. O momento foi de reflexões e muito aprendizado, também com aula da professora Valdenice Barbalho e encerramento com performance do ator Ricardo Guilherme. A programação do encontro continua nesta terça-feira, 18/4, durante a Bienal.

Marina Colasanti também esteve presente no “Letras de Mulher, Novas Páginas”. Numa conversa com a escritora cearense Ana Miranda, mediada pela professora Vânia Vasconcelos, rememorou Clarice Lispector e seu doloroso processo criativo. A programação deste encontro continua nesta terça-feira com duas relevantes mesas sobre mulheres, africanidades e literatura: a moçambicana Paulina Chiziane e Tânia Lima conversam sobre as mulheres na África e suas representações; e as escritoras brasileiras Conceição Evaristo e Kiusam de Oliveira protagonizam a mesa “Nenhum fogão, todas as estantes: mulheres e escrita afro-brasileira”.


Saberes
Alinhada com a proposta de unir saberes acadêmicos e populares, a programação desta segunda-feira abarcou ainda mesas sobre as academias de letras e, por outro lado, a presença dos mestres e mestras da cultura.

Os jornalismos cultural e literário, além dos processos criativos, entraram na pauta mediada por Lira Neto, curador da Bienal, junto aos também cearenses Izabel Lustosa e Dimas Macedo. "Nos anos 40, por influência dos EUA, o jornalismo perdeu o caráter literário. 'O prosas e versos', espaço do Jornal do Brasil acabou. Acabou o local da literatura e de livros no jornal. Você não tem um espaço e uma imprensa cultural. Isso precisa ser reinventado", pontuou Isabel Lustosa.

Já o membro da Academia Cearense de Letras, Dimas Macedo, falou sobre seu trabalho enquanto crítico literário e sobre seu processo criativo enquanto poeta. "Sou obsessivo com minha forma poética. Depois de 10 anos, termino um poema porque não encontro uma palavra certa. Muitos desse poemas que escrevi viraram melodias", comentou.

No auditório principal, por sua vez, os mestres e as mestras da cultura, reconhecidos pelo Governo do Estado, dividiram suas experiências com os atentos visitantes e apresentaram seus talentos. Dona Dina e Mestre Pedro Coelho, ambos vaqueiros, fizeram ressoar aboios que, junto com a viola e as cantorias do cordelista Lucas Evangelista, escalaram os pés direitos duplos do Centro de Evento do Ceará.

Nesta terça-feira, 18, quem marca presença no espaço das tradições populares é o Mestre Espedito Seleiro, fazedor das sandálias que calçaram de Lampião a modelos de grifes internacionais.

Fotos de mesas e atividades no link: https://www.flickr.com/photos/bienaldolivroceara/albums/with/72157680639867311



Terça-feira, 18

Programação Bienal fora da Bienal – Cine Teatro São Luiz
18 a 22 de abril de 2017 – [CINEMA] Mostra Especial: Cinema e Literatura; diariamente exibição de grandes sucessos do cinema que foram baseados em livros. (Veja a programação completa em: https://goo.gl/0atL8S )


Programação Bienal fora da Bienal – Instituto Tonny Ítalo (Itaitinga)

10h - Por livros onde as crianças podem morar - Convidados: Benita Pietro e Tino Freitas


Programação Auditório Mestres e Mestras da Cultura do Ceará – TÉRREO

16h - Rodas de Saberes com Mestres e Mestras da Cultura - As mãos são artes, a cabeça imaginação. Mestre Espedito Seleiro (Artesanato em couro - Nova Olinda). Mestre Bibi (Artesanato, escultor - Canindé). Mestre Zé Pedro (Artesanato em cipó - Guaramiranga). Mediação: Oswald Barroso


Programação Espaço Natércia Campos do Escritor Cearense – PAVILHÃO TÉRREO

18h - Lançamento do livro "Meu Coração Coroado (Editora Senac/Ce) do Mestres Espedito Seleiro

19h - Lançamento do livro “Estações” do escritor e professor Epitácio Macário.


Programação Praça Mário Gomes – PAVILHÃO TÉRREO

15h - Lançamento do livro “O piolho, a princesa e o trovador “ (Editora Imeph) de Arlene Holanda e Lenice Gomes

16h - Lançamento do livro "Revirando o Meu Guarda Roupa" de Fernanda de Façanha e Campos

18h - Lançamento do livro “Vida Escola Vida” de Flávio Santos

19h - Lançamento do livro "Vidas Narradas: bancários em tempos de privatização" de Alcides Fernando Gussi


Programação Café Literário – PAVILHÃO TÉRREO

10h - Histórias singulares: personagens cotidianos: Graça Freitas (mediação de Calé Alencar)

12h - Cine Palavra: Audiovisuais literários

14h - Imagens e obras: diálogos sobre autores - Vídeos sobre José Saramago dialogados por Dércio Braúna

16h - Pocket-shows: palavra música - Daniel Sombra e Marco Leonel Fukuda

17h - Performances: palavra cena - Juliana Veras

18h - Diálogos: Literatura dos interiores, com Kelson Oliveira e Dércio Braúna

19h - Na vitrine: lançamentos  - Léo Mackellene /Dércio Braúna / Alan Mendonça


Programação Fortaleza Boêmia – PAVILHÃO TÉRREO

19h - Fortaleza Boêmia: Apresentação em voz e violão: Fernando Rosa e Aparecida Silvino


Programação Praça do Cordel – FOYER TÉRREO

14h - Recital do Centro Cultural dos Cordelistas do Nordeste (Cecordel). Coordenação Gerardo Carvalho Frota (Pardal)

15h - Abertura do V Congresso de cordelistas, editores e folheteiros

15h30 - Palestra: Santaninha, um pioneiro do cordel - Gilmar de Carvalho e Arievaldo Viana com mediação de Stélio Torquato

17h30 - Lançamento do livro O miolo da rapadura, de Klévisson Viana

18h - Recital com o Mestre Chico Pedrosa e entrega de homenagens aos mestres Bule-Bule, Geraldo Amâncio, Zé Maria de Fortaleza, Gilmar de Carvalho e Josenir Lacerda. In memoriam a Rodolfo Coelho, Idalzira Bezerra, Hermes Vieira e Leonardo Mota.

19h30 - Lançamento do livro  Rodolfo Coelho Cavalcante, Castro Alves e outros temas em cordel, de Mestre Bule-Bule.

20h – Cantoria com os repentistas Geraldo Amâncio, Mestre Bule Bule e Zé Maria de Fortaleza


Programação Sala Adolfo Caminha -  SALA 1 – MEZANINO 1

9h30 - Apresentação da Academia Maria Ester de Letras - participação de 40 estudantes acadêmicos, turno manhã, do Colégio Maria Ester

15h - Apresentação da Academia Maria Ester de Letras - participação de 40 estudantes acadêmicos, turno tarde, do Colégio Maria Ester


Programação Sala Contos, Papos e Encantos - SALA 2 – MEZANINO 1

9h - Teatro de bonecos - João Andirá – Espetáculo: Antenor, o Boizinho Voador

10h - Grupo encantos _ Monteiro Lobato

13h - O Coração para Rei - Ivania Maia

14h - Contação de Histórias José Bocca e Marcos Boi - Histórias para ouvidos pequenos

15h - Grupo encantos - Monteiro Lobato

18h - Encontro de Mediadores - Oralidade como instrumento de formação leitora com Benita Prieto, Rosana Mont'alverne e Renê Rodrigues


Programação Sala Causos e Cantorias - SALA 3/4 – MEZANINO 1

9h -  Esse mundo é pra se brincar - Fernando Rosa

10h – Espetáculo Teatral: Chafurdo Grupo - Dona Zefinha

13h - Joana Angélica - Joana Joaninha

15h - Era uma vez... Cia. Prisma


Programação SALA 5/6 – MEZANINO 1 -  Circo

9h - Vivências Circenses Circo Lúdico e os Contos Circenses - Saci Pererê e as Estripulias Circenses (Circo Tradicional)

13h - Projeto Pé de Livros - Contação De Histórias – Elvis Jordan

14h - Espetáculo A Vingança do Finado Joaquim - Grupo Estrela Dalva de Teatro

15h - Hora do Autor -  O Magnífico Maestro Marreta e Suas Meias Vermelhas – Jornada No Vale Maravilhoso,  com Humberto Efieli

16h – Hora do Espetáculo: O Pequeno Papa-Sonhos , com Trupe Ludicidade


Programação Sala Sáskia Brígido - SALA 7 – MEZANINO 1  - ESPAÇO SME

Socialização de práticas pedagógicas exitosas das escolas com foco na leitura e na escrita, realizando mostras literárias com atividades lúdicas, apresentações culturais e exposição dos trabalhos de professores e alunos desenvolvidos nas unidades escolares do Município de Fortaleza.


Programação SALA 8 – MEZANINO 1 - ESPAÇO SESC

9h - Performance Poética – Paula Yemanjá

10h - Projeto Bazar das Letras - Eudismar Mendes/Abraço Literário

13h - Projeto Bazar das Letras - Eudismar Mendes/Abraço Literário

14h - Performance Poética – Paula Yemanjá/Projeto Abraço Literário

15h - Projeto Bazar das Letras - Eudismar Mendes/Abraço Literário


Programação Sala Moreira Campos - SALA 1 – MEZANINO 2

16h - Horácio Dídimo, Daniel Diaz e Kelsen Bravos: Horácio Dídimo e suas doces teias poéticas.

18h - Nei Lopes em diálogo com Luiz Antônio Simas: Quantas pessoas e histórias cabem em um samba?

20h - Mary del Priore em diálogo com Isabel Lustosa: Histórias são vidas de pessoas revisitadas. Mediação Jader Santana


Programação Sala José de Alencar -  SALA 2 – MEZANINO 2

17h - Seduc - Lançamento da Revista DoCentes. Lançamento de 5 livros (3 de literatura e 2 acadêmicos) de professores das escolas públicas do estado

18h - Seduc - Lançamento do PAIC Prosa e Poesia


Programação Sala Rachel de Queiroz - SALA 3 – MEZANINO 2

9h - Credenciamento - VIII Encontro do Sistema Estadual de Bibliotecas do Ceará (SEBP/CE)

10h - VIII Encontro SEBPCE - Apresentação Cultural - Quintais: Sarau poético com Samara Garcia

11h - Abertura Oficial do VIII Encontro de Bibliotecas Públicas e Municipais do Sistema Estadual de Bibliotecas do Ceará (SEBP/CE)

13h - III Encontro Jangada Literária - Credenciamento - Rede de Leitura Jangada Literária

14h - Abertura oficial do grupo Jangada literária Mesa redonda – Dialogando Políticas Públicas para Bibliotecas Comunitárias do Ceará: Cida Fernandes (Centro de Cultura Luiz Freire/CNPC) Erica Verçosa (Ekó – Educação e Cultura) Alilian Gradela (Rede Nacional de Bibliotecas comunitárias – RNBC) Mileide Flores  (Coordenadora /COPLA/SECULT-CE) Socorro Soares (Jangada Literária).

16h - Plenária e Apresentação Cultural Cantando e Contando

19h - Reunião da Associação Brasileira dos Bibliófilos (Presidente: José Augusto Bezerra). Tema: Cada pessoa, um livro; o mundo, a biblioteca.


Programação Sala Francisca Clotilde - SALA 4 – MEZANINO 2

15h - Letra de Mulher, Novas Páginas -  Áfricas e Mulheres: substantivos plurais. Convidadas: Paulina Chiziane e Tânia Lima. Mediação: Vânia Vasconcelos

18h - Letra de Mulher, Novas Páginas - Nenhum fogão, todas as estantes: mulheres e escrita afro-brasileira. Convidadas: Conceição Evaristo e Kiusam de Oliveira. Mediação de Vânia Vasconcelos


Programação Sala Luiza de Teodoro - SALA 5 – MEZANINO 2

10h - Palestra: Livros e Impressos no Ceará, ministrado pela Historiadora Rafaela Lima (Mestra em História Cultural - UECE) - Grupo Sociedade e Cultura no Brasil Oitocentista (Projeto Diálogos em História: SEBO-UFC e Museu do Ceará)

14h - III Salão do Professor - Seminário Letramento Literário - Palestra de abertura com o Prof. Rildo Cosson (CEFOR/CEALE/UFMG)

15h - III Salão do Professor - Seminário Letramento Literário: Mesa: Profa. Cleudene Aragão (UECE), Rildo Cosson (CEFOR/CEALE/UFMG) e Hélder Pinheiro (UFPB)

17h - III Salão do Professor - Diálogos - Fora da escola: a leitura sem muros. Convidados: Rosana Mont´Alverne e João Pedro Roriz (parceria com a Editora Paulus)

20h - SESC Professor - Escrita Criativa no Ambiente Escolar e Familiar, uma Ideia Inovadora. Facilitadora: Rose Lira


Programação Sala Multiplayer - SALA 6 - MEZANINO 2 - Programações Diárias

Espaço SESC Ciências: ConsCiência Ambiental: Brincando com Ciência. Exposição de jogos educativos (objetiva estimular a reutilização de resíduos sólidos na confecção de jogos pedagógicos, com o intuito de criar estratégias lúdicas e divertidas para a sala de aula através do reaproveitamento de materiais descartados no dia a dia, despertando assim o interesse na preservação ambiental e na prática dos três R).



Espaço SECITECE Ciência: Jogos Digitais

Espaço Conferência de Ideias: Espaço destinado à disseminação de ideias. Onde o público da Bienal pode utilizar para apresentar seus projetos, suas experiências, seus planos, sua vida, sua história. Em palestras curtas, de no máximo 20 minutos, onde a inscrição pode ser realizada no local


Programação Sala Luz - SALA 7 - MEZANINO 2 - SECITECE

Espaço Vermelho

9h - Oficina de Robótica para Crianças e Adolescentes

14h - Oficina de Robótica para Crianças e Adolescentes

19h -  Painel de Debates: Mecatrônica


Espaço Azul

9h-Exposição Paisagem Cósmica

9h-Exposição Drone\Robô NAO\Robô, Quanser\Robô Pioneer\Robô e Impressora Digital.



Espaço Verde

9h - Oficina de Câmara Escura nos Primórdios da Fotografia

13h - Lançamento de Livro: As Concepções de Educação Subjacentes ao Discursos Docentes e Discentes: do Arcabouço Jurídico ao Cotidiano.

14h - Lançamento de Livro: Ensino de Artes Visuais a Distância: Fundamentos dos Objetos de Aprendizagem de Artes Visuais.

14h30 - Lançamento de Livro: Manguezais do Ceará

15 - Lançamento de Livro: Ecos do Rico

16h - Palestra: Gestão de Resíduos Sólidos – Problema ou Oportunidade?

18h - Palestra: energia solar fotovoltáica em edifícios: um guia para arquitetos

19h - Palestra: estações do ano e influências


Programação Sala Elementos - SALA 8 – MEZANINO 2

9h - Fanzine da Bienal (CUCA)

10h - Teatro: Psiquê e Eros (Paideia)

15h - Mesa Redonda: “Siga o Pica-Pau Amarelo: Monteiro Lobato e o Imaginário Brasileiro (Fábrica do Mito)

18h - RapaduraCast ao vivo: Jurandir Filho e Ph Santos

19h - Batalhas Épicas: Marvel X DC


Programação Sala Mágica - SALA 9-10 – MEZANINO 2

9h30 - Sarau Resistência (MARC)

10h30 - Batalha de rima temática/ Workshop Break Dance - (Manelzim VM)

15h - Porte Ilegal de Inteligência: Jardson Remido

17h - Espaço FORPG –(Vila do RPG) com narração de André Vianco

20h - João Pedro Roriz - Palestra: O homem de barbas brancas

 

Calendário

Maio 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3