Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Mais de 100 agentes de leitura de 32 municípios do Ceará participam de encontro na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará
Seg, 17 de Abril de 2017 19:38

 

O VII Encontro dos Agentes de Leitura do Ceará teve início na tarde desta segunda-feira, 17/4, durante a XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos do Ceará. A programação teve início com a palestra do consultor e militante do livro e leitura José Castilho e presença do secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba; da secretária adjunta  da Cultura, Suzete Nunes; da escritora Marina Colasanti e da coordenadora geral da Bienal, Mileide Flores. Participaram da atividade mais de 100 agentes de leitura provenientes de 32 municípios do Estado.

O momento foi de reflexões e muito aprendizado, também com aula da professora Valdenice Barbalho e encerramento com performance do ator Ricardo Guilherme. A programação do encontro continua nesta terça-feira, 18/4, na Bienal.

Logo no início, José Castilho pediu para que os agentes de leitura do Ceará fizessem uma roda e iniciou sua fala.  "Quando entrarem nos lares das pessoas, nunca se esqueçam que vocês estão conversando com alguém que tem uma história, que é um livro", alertou aos agentes de leitura.

"A chave da construção de todo o desenvolvimento humano é a leitura. É importante que vocês se empoderem disso. Vocês são jovens e têm um compromisso de agora mas que ficará para a vida toda de vocês", completou.

Intercâmbio de experiências

Os jovens também tiveram a oportunidade de conversar com o palestrante, mostrando um pouco de suas experiências nas comunidades de seus municípios.

Manuel Moreira, do município de Ararendá, falou sobre sua percepção como agente de leitura. "Antes de transformar as famílias a partir da leitura, você tem que se modificar. Depois do projeto, conheci várias técnicas de leitura. Trabalhei bastante o cordel, que nunca pode ser lido uma vez, tem que ser explicado. Você saber fazer uma boa leitura é como uma semente, que vai germinando. 
Acho que Brasil já tentou muitas coisas pra acabar com a violência e desigualdade, mas acho que o único caminho é a educação, pra mudar caminhos e mudar pessoas", destacou.

Conversa com a Secult

No encontro, os agentes de leitura tiveram a oportunidade de conversar com a equipe da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, após a palestra. No momento de diálogo com o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos, eles fizeram questionamentos sobre o programa, tiraram dúvidas e propuseram soluções no campo da comunicação.

Aprendizado a partir de textos e da arte

Também pela tarde, o grupo de articuladores dos agentes de leitura teve uma rica experiência com a metodologia de leitura proposta pela professora Valdenice Barbalho, da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, baseada no Programa Círculos de Leitura, do Instituto Braudel. O grupo compartilhou a leitura de um poema de Cecília Meireles e um texto de Bartolomeu Campos de Queirós. "Foram colocadas aqui duas técnicas de metodologia de leitura. Os articuladores poderão usar tanto com agentes, como nas visitas que farão", destacou a professora.


Os jovens conferiram também um espetáculo do ator e dramaturgo Ricardo Guilherme, feito especialmente para a ocasião. Misturando poesia e músicas de Caetano Veloso em seu monólogo, o ator conquistou o público, sendo bastante aplaudido.

Mais sobre os Agentes de Leitura

O Projeto Agentes de Leitura do Ceará, pioneiro no Brasil, é, originalmente, uma ação da Secretaria de Cultura do Estado/Secult junto ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza/Fecop, que desde 2006 vem promovendo a democratização do acesso ao livro e à leitura por meio de diversas atividades mediadoras ancoradas em acervos bibliográficos que, mais tarde, são integrados ao acervo das bibliotecas públicas municipais e/ou comunitárias. 

No projeto, cada Agente acompanha o processo leitor de 25 famílias por ele cadastradas, dentre as escolhidas pelas secretarias municipais de Educação, em 41 municípios em 188 localidades de grande vulnerabilidade social no interior do Estado, determinados pelo Fundo Estadual de Combate à Pobreza/FEcop, com base nos critérios técnicos e no Índice de Focalização dos Agentes de Leitura/IFAL elaborados pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará/Ipece.
 

Calendário

Setembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30